Topo
K-Pop Pop Pop

K-Pop Pop Pop

MGMA: BTS reina, TWICE e Mamamoo brilham e TXT e ITZY são rookies do ano

Camila Monteiro

01/08/2019 17h16

Apesar de agosto ter recém começado, a temporada de premiações coreanas já deu seu ar da graça hoje, com o MGMA (M2 Genie Music Awards) 2019. Nessas premiações são distribuidos os principais prêmios dos kpop: bonsangs (premia os melhores do ano) e daesangs (premia o melhor do ano dentro do grupo de melhores, é como se fosse medalha de ouro enquanto o bonsang é prata). Os prêmios são baseados nos charts, vendas físicas e digitais e por vezes no famigerado "tapetão", com grupos ganhando prêmios nada merecidos só porque fazem parte de uma agência que patrocina o evento. De qualquer forma, nesses eventos temos interações entre idols de empresas diferentes e novos stages para apreciar.

Fiz então um resumo do que rolou hoje:

Bangtan está "de férias", portanto sem tempo irmão de pegar o Uber e ir prestigiar o evento. Porém o ano ainda nem acabou mas já é deles, com números estratosféricos de vendas – quase 4 milhões de álbuns vendidos só esse ano – e Boy With Luv se tornou a música que ficou mais tempo em #1 lugar nos programas semanas da Coréia, batendo a mundialmente famosa Gangnam Style do PSY. Enquanto Namjoon postava no Weverse uma selfie dizendo que estava com sono, eles ganharam 2 daesangs, de Melhor artista e Melhor vídeo, além de outros 4 prêmios. Reis de uma noite em que eles nem compareceram.

Quem também brilhou muito foram as TWICE, que além de fazerem uma apresentação incrível de Fancy (e uma intro de Breakthrough que eu considerei um presente pessoal pois minha música), elas ganharam um daesang de artista que mais vendeu no ano (não entendi como BTS perdeu aqui mas farei a linha just nod and smile para não criar polêmicas). Além da performance, o grupo aproveitou muito a noite dançando e comemorando vitórias dos colegas de empresa (JYP).

E as maravilhosas da Mamamoo fizeram uma performance digna de MAMA, tocando, dançando, cantando muito ao vivo. E por essa razão elas levaram para casa o prêmio de melhor vocal. Não tenho palavras, só sentimentos em relação a performance 100% ao vivo de gogobebe versão rocker. Mamamoo ao vivo é uma experiência, elas são muito acima da média e merecem o reconhecimento.

Outra ótima performance da noite ficou por conta de Kim Chung Ha, que fez um medley com seus hits: começou com Gotta Go, passou por Flourishing e finalizou com o último single dela, Snapping. A produção da performance está de parabéns, nem em Idol eu vi tanto dançarino junto em cima do palco (me lembrou Beyoncé no Coachella, guardadas as devidas proporções, lógico). Chung Ha dança demais e é ótima performer, por isso a cantora levou o prêmio de Melhor cantora solo feminina.

E quem levou para casa o prêmio de Rookie do ano (masculino) foram os TXT, que fizeram uma ótima performance de Crown, apesar do desfalque de Yeonjun, que machucou as costas e não pode ir ao evento. Todos estavam visivelmente emocionados, choraram muito e quem segurou a barra no discurso foi o maknae Huening Kai.

Se TXT levou rookie do ano em boybands, as ITZY levaram na categoria girlbands. Depois do enorme sucesso que foi DALLA DALLA, o grupo recém lançou seu novo single ICY, presente no mini álbum IT'Z ICY. As meninas comemoraram muito e foram enaltecidas principalmente pelas TWICE (colegas de empresa) e IZ*ONE, pois Chaeyeon é irmã de Chaeryeong (elas são extremamente parecidas e as vezes eu me confundo).

Por falar em IZ*ONE, elas não se apresentaram com o último single delas, Buenos Aires e sim com Violeta (sim, elas voltaram mais uma vez para o conceito flores) e levaram para casa o prêmio de melhor performance feminina.

Ainda no universo ex-idols que saíram do Produce 101, tivemos os ótimos "rookies" da AB6IX fazendo outra ótima performance. Destaque para o hit bate cabelo Breathe e pra Lee Daehwi, que sempre me faz olhar pra ele, independente de onde ele esteja no palco (big Jimin/Taemin energy).

E por fim, tivemos a DAY6 apresentando o novo single, Time of Our Life, e tocando e cantando ao vivo, fazendo jus ao prêmio de Melhor banda que eles levaram. É muito interessante ver um grupo como eles, completamente fora da curva na realidade kpop, combinando elementos do que a gente está acostumado a ver como banda, mas com um pé no kpop. As TWICE dançando felizes enquanto eles se apresentam merecem destaque.

Enquanto isso no twitter as Armys comemoravam os prêmios de Bangtan mesmo sem a presença deles

Mas a Big Hit levou os TXT – desfalcados – e Kai fez todo mundo chorar ainda mais:

Já os fãs das TWICE, os ONCES, mudaram a cor do lightstick para verde/menta, em homenagem a Mina (cada integrante tem uma cor dentro do conceito do grupo e menta é a dela), que está temporariamente fora das atividades do grupo pois foi diagnosticada com ansiedade (profunda) e está se tratando. Tanto os fãs quanto o grupo lembraram dela.

Chung Ha estava combinando com as Mamamoo e todo mundo achou que elas estavam juntas e iam performar OH MY MY MY (Boy with luv pros leigos).

E por fim tivemos a grande imagem da noite, com a família JYP, devidamente premiada e aclamada, posando juntos para uma foto. Faltou só GOT7 e SKZ para o rolê festa de fim de ano da firma ficar completo.

Sobre a autora

Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

Sobre o blog

Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.