PUBLICIDADE
Topo

Melhores de 2019: Artistas do Ano

Camila Monteiro

07/12/2019 20h47

Fecho os posts dos melhores de 2019 com os artistas (solo e grupos) que mais se destacaram no ano que passou. Levei em consideração charts, sucesso dos trabalhos lançados e impacto na indústria. Apesar de ter sido um ano bastante complicado para o kpop, com grandes estrelas nos deixando, e muitos idols saíndo de seus grupos, também foi um período importante de crescimento, tanto de artistas quanto de empresas, com vários integrantes de grupos bem sucedidos como TWICE e SEVENTEEN, pausando temporariamente seus trabalhos em prol de sua saúde mental. Que essa atitude vire regra dentro da indústria, que exige muito de todos, física e emocionalmente. Abaixo tentei sintetizar num top 10 os artistas que mais evoluiram esse ano:

#10 KANG DANIEL

Kang Daniel é uma das grandes forças saídas do reality Produce 101, pois ficou em primeiro lugar e fez parte da extremamente popular Wanna One por 2 anos. Atualmente o programa – muito visto na Coréia – se encontra em uma situação bastante complicada pois um esquema de corrupção foi descoberto, influenciando assim na formação final dos grupos. Daniel não pegou essa tempestade pois seu grupo havia acabado, mas infelizmente acabou tendo diversos problemas de contrato com sua antiga empresa, ficou um tempo parado, resolveu abrir sua própria firma, a Konnect, e fez seu comeback no meio desse ano. Além de todo esse estresse, a mídia coreana divulgou imagens dele com Park Jihyo, líder das TWICE, o que sempre gera conflitos, pois idols namorando ainda é tabu em pleno fim de 2019. Ainda assim o cantor foi capaz de lançar um ótimo mini álbum, Color on Me e um single excelente, Touchin'. Infelizmente Daniel parou com as promoções todas pois admitiu estar no meio de uma crise de ansiedade e depressão. Depois de tantos problemas e com todos os holofotes em cima dele, nada mais justo e humano ele ter esse tempo para melhorar a cabeça. Por ter passado por tudo isso e ainda assim produzido um ótimo disco, sucesso de público e crítica, ele entrou na lista.

#9 BAEKHYUN e CHEN

A nona posição acabou compartilhada depois de muito pensar que não seria justo falar apenas de uma das carreiras solos considerando que ambos lançaram discos excelentes e de bastante sucesso. Os vocalistas principais da EXO não somente têm essa grande responsabilidade – agora ainda maior sem Kyungsoo – como também, bizarramente, nunca haviam lançado álbuns sozinhos. Em 2019 a SM resolveu que eles finalmente brilhariam solo e Chen não teve apenas um, mas dois discos solo, ambos enormes sucessos comercias. Entre o lançamento de ambos, tivemos o lançamento de um dos melhores discos do ano, o City Lights de Baekhyun. Juntos eles venderam mais que todos os grupos da SM, mostrando a força do talento e do fandom deles. Em um ano repleto de discos solo muito acima da média, eles se destacaram.


#8 TXT

Primeiro grupo a debutar na mesma empresa que BTS. Isso por si só, já teria sido um feito e tanto. A pressão, todos os olhares, fandoms e até mesmo haters preparados para julgar um grupo que nem tinha começado, foi basicamente esse o quadro que TXT se encontrou sem nem ao menos querer estar ali. Porém Soobin, Yeonjun, Beomgyu, Taehyun e Hueningkai apesar da pouca idade tiveram todas as ferramentas à disposição, e combinadas com muito treino e talento, o grupo lançou dois ótimos discos, conseguiu obter logo de cara vitórias nos programas coreanos semanais, já estabeleceram novas narrativas e diferenças para os seus seniores de luxo, e ao mesmo tempo estreitaram suas relações com Bangtan, o que gerou uma série de momentos fofos e que mostram um lado da indústria que a gente não costuma ver muito. Exímios dançarinos e já se mostrando ótimos músicos – alguns integrantes tocam instrumentos, e Kai participou da produção de Roller Coaster – o futuro da Tomorrow By Together é um dos mais promissores, principalmente com a mão dos produtores e diretores artísticos da Big Hit. O grupo venceu todos os prêmios Rookie do Ano que concorreu.

#7 ATEEZ

Mais um rookie de peso na lista, pois 2019 foi um ano repleto de novos talentos que são tão competentes que parecem estar na estrada há muito mais tempo. ATEEZ foi uma dessas gratas surpresas do ano, com oito integrantes, o grupo logo de cara nos entregou dois singles com  uma produção e visuais diferenciados que abriram a primeira Era deles de forma magistral. Assim como as TWICE, a ATEEZ trabalhou e muito nesse último ano, com diversos mini álbuns, mostrando estilos completamente diferentes e a versatilidade de um grupo que tem muito carisma e química junto. Sucesso nas K-CON (convenção anual de kpop) o grupo vem cada dia ganhando mais fãs e fez uma apresentação incrível no MAMA desse ano, com direito a remix de Blood, Sweat and Tears (BTS) e View (SHINee). ATEEZ é daqueles grupos que vieram para ficar e o futuro deles tem tudo para ser brilhante.

#6 MAMAMOO

2019 foi um ano de expansão no sucesso das Mamamoo, principalmente no alcance de público delas. E isso veio principalmente com a vitória do grupo no novo reality da MNET, o Queendom, onde elas disputaram com outros nomes de peso como IDLE, Park Bom e AOA para saber quem reinava entra as melhores. A competição teve considerável sucesso e elas se consagraram campeãs. Além disso Hwasa e Wheein lançaram projetos solo e o grupo lançou faz pouco tempo Reality in BLACK, disco completo e com o envolvimento delas na produção de todas as músicas. Além dessa sucessão de highlights, o grupo fez uma série de apresentações muito acima da média, tanto nos comebacks, quanto no reality show e também nas premiações de fim de ano. Do jeito que elas vêm crescendo, 2020 promete ainda mais momentos incríveis para o grupo.

#5 BLACKPINK

As BLACKPINK seguem sem lançar um álbum completo desde que debutaram, o que gera diversos sentimentos do fandom, cada dia mais impacientes, mas mesmo nesse ano horrível para a YG, empresa das meninas, envolvidos em todos os tipos de escândalos possíveis, de lavagem de dinheiro, sonegação de imposto até tráfico de menores, o grupo conseguiu fazer do limão uma limonada. As meninas fizeram uma turnê mundial de sucesso, tiveram uma apresentação histórica no Coachella e seguem fazendo muito sucesso nas redes sociais e em desfiles de moda. A sensação que temos é que, se elas tivessem apoio e investimento de verdade, elas poderiam muito mais, porém nunca saberemos pois no fim do dia elas seguem empregadas na YG. Há a promessa de um comeback para o início de 2020, será que finalmente teremos um disco completo???

#4 TWICE

Todos os grupos de kpop trabalham muito para se preparar para os comebacks, mas as TWICE em 2019 trabalharam ainda mais, pois nos entregaram não um, mas dois ótimos mini álbuns, o Fancy You e Feel Special. Como se não fosse o bastante, o grupo também lançou &Twice, disco completo em japonês. E o disco já bateu recordes, pois o grupo é muito famoso no país, graças as suas 3 integrantes japonesas Mina, Momo e Sana. Além de vários hits em coreano, a melhor música do grupo, Breakthrough, é um jam japonês que foi traduzido para o coreano para entrar em Feel Special (a versão original é superior). Só de digitar tudo que TWICE fez eu já cansei, imagina o quão puxado foi para as meninas, que ajudaram na produção e letra dos discos e ainda entraram em turnê. Elas merecem todo reconhecimento e sucesso que fazem, por isso estão em #4 lugar.

#3 CHUNG HA

Quem acompanhou as outras listas de melhores do ano que fiz já imaginaria que Kim Chung Ha estaria bem colocada por aqui, pois não apenas Gotta Go foi um dos grandes hits do ano, como la lançou seu ótimo álbum Flourishing, confirmando que e uma idol que ainda tem muito chão pela frente. A performance dela no MMA coroou esse brilhante ano da cantora, que saiu das I.O.I, primeiro grupo vencedor do Produce 101 – sim, o mesmo de Kang Daniel – para uma carreira solo muito bem construída, tendo como base o talento de Chung Ha como dançarina.

#2 SEVENTEEN

Seventeen vinha numa crescente interessante já há algum tempo, mas 2019 foi o ano em que eles se consagraram no time de gigantes do kpop, com vendas que se aproximam da casa do milhão – o grupo vendeu mais de 750k álbuns – além de terem lançado o melhor e mais coeso disco da carreira deles até então, o An Ode. A notória evolução do grupo, com dois singles diferentes e muito bons, Fear e HIT, sacramentaram eles na vice liderança desse ano na indústria do kpop.

#1 BTS

Ninguém teve um ano melhor que BTS na música, não apenas no kpop, mas na indústria inteira. O crescimento de público, o reconhecimento mundial, a capa da TIME, o discurso de Namjoon na ONU, a primeira turnê completamente esgotada em estádios enormes pelo mundo inteiro, MOTS batendo recorde de vendas com mais de 4 milhões de cópias, foram algumas das várias conquistas do grupo em 2019. Para fechar com chave de ouro eles conseguiram algo que nenhum outro grupo coreano tinha feito anteriormente: o All-Kill de todos os daesangs no MMA e MAMA, duas das maiores premiações da indústria musical asiática. Daesangs são os prêmios mais importantes da noite; música do ano, álbum do ano, artista do ano. E eles conquistaram todos os prêmios principais pois dominaram tanto em rádios, vendas físicas, digitais, todos os charts possíveis além de vencerem também a votação por fãs. Namjoon tinha avisado que 2019 seria o ano de BTS e ele cumpriu sua palavra. Abaixo temos uma das melhores performances do hit Boy With Luv, na estreia histórica deles no programa americano Saturday Night Live.

Sobre a autora

Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

Sobre o blog

Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.

KPop Pop Pop