PUBLICIDADE
Topo

BTS e Girls Generation e suas músicas que redefiniram o kpop

Camila Monteiro

23/11/2019 12h56

Saiu a lista da Billboard com as cem melhores músicas que definiram a década (2010-2019) e dois grupos sul-coreanos foram contemplados na seleção: BTS e SNSD (Girls Generation). Além deles, PSY também entrou com o já clássico Gangnam style. Bangtan está na lista com o hit I need u que, de fato, alavancou a carreira do grupo, principalmente na própria Coréia. A era HYYH, The Most Beautiful Moment in Life Parte 1 e 2 é considerada uma das melhores e mais importantes na construção do UB (Universo Bangtan), com toda uma narrativa para cada personagem dos integrantes. A história perpassa vários momentos distintos do grupo e gerou não apenas uma série de teorias, como também livros e quadrinhos (Webtoons) dedicados apenas a desenvolver o conteúdo do Universo apresentado. A dobradinha I need u e Run foram essenciais para formar o BTS que conhecemos hoje.


Já as Girls Generation (SNSD), foram desde sempre um dos maiores sucessos da SM, e um dos primeiros girl groups a ter impacto internacional junto com as Wonder Girls, muito por conta de I got a boy, um dos maiores hits de uma carreira repleta de sucessos que o grupo construiu. Lançada em 2013, a música marcou não apenas uma nova era para o grupo, como uma mudança bastante grande de som e conceito em comparação com toda a carreira que elas tinham até então. A música em si, teria tudo para dar errado pois é um mix de sons e arranjos que no papel parecem não funcionar, mas que gerou um dos melhores "caos do bem", musicalmente falando, que a SM já produziu. Na matéria da Billboard, é explicado que a música quase foi para Missy Eliott mas acabou sendo retrabalhada e conquistada pelas SNSD. Até hoje muito se fala de a canção ser uma espécie de "Bohemian Rhapsody" do kpop, e faz todo sentido se pensarmos na miscelânea de sons que vão para todos os lados e modificam a música completamente. O sucesso de I got a boy foi tanto que o vídeo acabou vencendo Justin Bieber e One Direction – ambos gigantes da música na época – no Youtube Music Awards.

Resolvi então, trazer um top 5 de ambos os grupos, com músicas que foram marcantes para a carreira de ambos, não necessariamente na última década, até porque SNSD tem muita coisa boa pré 2010.

TOP 5 BTS:

  • Blood, Sweat & Tears (2016)

O grande divisor de águas da carreira de BTS, lead single de Wings, considerado por muitos o melhor trabalho já lançado pelo grupo até então (eu amo Wings mas ainda sou team LY Tear). A música é praticamente um brega misturado com latinidades, tudo isso com uma coreografia icônica bastante sensual e roupas e makes de fazer qualquer um ter inveja. Poucas coisas são mais icônicas no kpop que o Nae pittanumul inicial de Park Jimin.

  • Spring Day (2017)

Quem nunca berrou BOGOPSHIDA não aproveitou spring day na sua melhor forma. Considerada a rainha absoluta do catálogo de Bangtan, a música bateu recordes de permanência nos charts coreanos e é o videoclipe preferido de Kim Taehyung, com toda razão.

  • DNA (2017)

DNA é provavelmente uma das músicas mais estigmatizadas do grupo, por ser colorida e extrememente pop, mas foi ela que paved the way para uma grande expansão do fandom de BTS – eu inclusa – quando o grupo performou a canção no AMAs. Com uma coreografia icônica, impossível não ser abduzida após o hamkkenika de Park Jimin.

  • FAKE LOVE (2018)

Fake Love é o single pop rock que lidera um disco com letras bastante profundas e poéticas. Dando continuidade ao UB (Universo Bangtan), a música é considerada por muitos críticos como uma das melhores do grupo, principalmente entre os singles, muito por trazer elementos fora da curva do que estamos acostumados a ouvir atualmente.

  • Boy With Luv (2019)

Boy With Luv representa o momento de maior dominação, de fãs, charts, estádios, que Bangtan já teve até então. É o primeiro lead single com uma parceria (Nicki Minaj em Idol não foi na versão principal, por isso não contei) e Halsey encaixou perfeitamente bem na canção, que é leve, colorida e com algumas referências a alguns clássicos (Cantando na Chuva a mais clara delas). A música é também a maior vitoriosa, de todos os tempos, em programas semanais coreanos, batendo recordes também em vários outros charts do país.

 

TOP 5 SNSD:

  • Gee (2009)

Gee é um marco do kpop que possivelmente será passado por todas as gerações existentes. Só ao ouvir "Listen boy, my first love story" já nos preparamos para fazer a coreografia, não menos icônica. Extremamente aegyo (fofa pros leigos), a música é daquelas que entra na cabeça e jamais sai. Inclusive nesse momento estou digitando e pensando GEE GEE GEE GEE. A música foi um começo e tanto para a carreira de sucessos do grupo.

  • Run Devil Run (2010)

Depois de Aegyo 101 com a icônica Gee, temos as SNSD saindo do conceito fofo e adentrando o girl crush com toda maestria, cortes de cabelo e looks metalizados que o conceito pede. YOU BETTER RUN RUN RUN *insira aqui a dancinha correndo* é a consolidação de que, independente do tipo de pop que o grupo faça, a qualidade muito acima da média é onipresente. Fun fact: A Kesha gravou demo dessa música em 2008 antes do grupo mas acabou não ficando com a música.

 

  • Mr. Mr. (2014)

Ah o bubblegum pop perfeito que as SNSD sempre nos ofereceram encontra seu auge em forma de Mr. Mr. O que considero EDM do bem, utilizado na medida certa, com uma produção e arranjos incrivelmente bons, a faixa é provavelmente uma das melhores que o grupo já fez, musicalmente falando. O breakdance preto e branco com todas as integrantes de chapéu só agrega ainda mais valor a esse grande hit da carreira das Girls Generation. MISTER MISTER.

  • Catch Me If You Can (2015)

Toda vez que vejo Catch Me If You Can eu tenho a certeza que as Fifth Harmony tiraram inspiração dali para fazer o vídeo do hit Work from Home. Em meio a uma construção, com luvas neon e camisas brancas o grupo entrega um excelente hit que se enquadra em todas as características de um pop perfection: coreografia, refrão chiclete, outfits copiáveis, cenografia consideravelmente fora da curva perto do que estamos acostumados a ver; Catch me if you can funciona para fãs e não fãs de kpop e é uma ótima introdução ao gênero. Infelizmente a canção marca também o primeiro comeback sem a excelente Jessica.

  • You Think (2015)

Também lançada em 2015, You Think traz um lado bem diferente do grupo, que na maioria das vezes ficava entre aegyo e girl crush e que aqui se arriscou numa linha mais trap hip hop, o que é bem avant-garde para o ano, considerando que hoje em dia é o que mais ouvimos pelas rádios. You Think com certeza seria um grande hit hoje em dia.

Sobre a autora

Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

Sobre o blog

Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.

KPop Pop Pop