Topo
K-Pop Pop Pop

K-Pop Pop Pop

Gogó de ouro: performances ao vivo que mostram a força do kpop

Camila Monteiro

07/09/2019 18h52

Esse fim de semana resolvi rever alguns shows da SHINee e é sempre muito esquisito lidar com o misto de sensações que dá ao ver o grupo em sua composição original, com Jonghyun sendo o grande ícone que ele é (foi, é, sempre será). E a minha relação com tudo isso é recente, portanto sinto uma parcela de síndrome de impostor, de não poder me sentir mal por algo que nem vivi. A morte dele sempre será um assunto delicado e não focarei nela aqui – nem em momento algum, pois não acho que seja meu lugar de fala – porém é impossível rever os shows e não ficar tocada, sentida e impactada pelo performer que ele foi. Assim, eu me inspirei e busquei algumas performances ao vivo que considero excelentes e que derrubam teorias infundadas de que no kpop as pessoas são robôs que não sabem cantar ao vivo (2019 e tem gente ainda com esse discurso).

  • SHINee – Ring Ding Dong + Lucifer

Abro a lista com a própria SHINee e seus gogós de ouro, principalmente com Jonghyun, Jinki (Onew) e Taemin. A SM é conhecida por reunir trainees cujos talentos vocais são muito acima da média, e Jonghyun para mim é o maior deles, pois além da voz ele tinha uma presença de palco absurda e dançava muito. Todos os cinco membros da SHINee são bons ao vivo mas Jonghyun é outro nível e isso fica claro quando assistimos os shows do grupo. O timbre único combinado com a potência vocal que ele tinha transformavam ele numa força enorme em cada performance, e as vezes eu sequer lembrava que ele estava num show com o restante do grupo. O fato de a voz dele e do Jinki terem um constraste perfeito faz com que tudo funcione muito bem ao vivo, principalmente com Taemin, Kibum e Minho como vocais de apoio. Eu poderia ter colocado qualquer vídeo de qualquer turnê deles pois em todos eles soltam o gogó de ouro, porém selecionei dois clássicos do grupo: Ring Ding Dong e Lucifer. Os gritos de Jonghyun em Lucifer sempre serão icônicos.

  • MAMAMOO – Medley no MGMA 2019

O segundo gogó de ouro da lista vai para Mamamoo com sua apresentação maravilhosa no MGMA em agosto. Ouvir uma versão rocker de Gogobebe cantada toda ao vivo já teria sido o suficiente mas elas foram além, tocaram instrumento com direito a coreografia, pausa dramática e harmonizações que deixam qualquer grupo com inveja. Atualmente não há grupo dentro do kpop que harmonize tão bem como elas. Solar é a maior voz do grupo mas tanto Wheein quanto Hwasa também possuem uma qualidade vocal muito acima da média, e Moonbyul é excelente rapper. E vale lembrar que todas elas participam do processo de criação das músicas, escrevendo e produzindo, artistas de verdade. E elas se dedicam muito nas performances ao vivo que são sempre diferentes e viram um grande evento. Seja num set acústico, performance bate cabelo ou cover (Solar cantando Fire de BTS é maravilhoso e você precisa ver aqui), Mamamoo entrega sempre conteúdo da melhor qualidade.

  • EXO – Sessão acústica na tour EXO'rDIUM

Esse é o momento que toda exo-l sofre em silêncio ao avistar o OT9 junto, com Lay não apenas participando do show como também tocando violão muitíssimo bem ao lado de Chanyeol. Se tem uma característica que a EXO possui é a de ter uma vocal line inteira com gogó de ouro. Kyungsoo, Baekhyun, Chen, Suho e Xiumin são exímios vocalistas, e tanto Kai quanto Chanyeol cantam melhor do que fazem rap. Apesar de Chen ser considerado pela maioria como A grande voz do grupo, muito pela potência e extensão vocal que ele possui – que de fato merece destaque – considero o combo Kyungsoo + Baekhyun as minhas vozes preferidas, que mesmo num grupo repleto de vocais ótimos, se destacam pelos timbres diferentes. Logo que comecei a escutar EXO percebi que toda vez que eu gostava de um momento da música, era um deles quem estava cantando, dessa forma aceitei que eu tinha sim preferências. No entanto o sucesso do grupo é realmente a união das vozes de todos. Suho pode não cantar as partes principais nas músicas mas ele é um conector essencial, fazendo pontes que marcam (a bridge dele em Tempo é arte), e Xiumin me lembra muito Howie dos Backstreet Boys, pois é um grande coringa no suporte das harmonias. Ambos aparentam não participarem da linha de frente vocal mas uma vez que tu escuta os discos tu entende a importância da voz deles ali. Abaixo podemos ver como as vozes se complementam bem e deixam claro o porquê de EXO ser um dos maiores grupos de kpop de todos os tempos.

  • Red Velvet – Automatic

Eu gostaria muito de ter a possibilidade de colocar aqui um vídeo de Kingdom Come ao vivo, mas infelizmente nunca tivemos a oportunidade de presenciar tamanho acontecimento. A SM está nos privando desse momento, porém o que não faltam são apresentações ao vivo mostrando o gogó de ouro e principalmente, estabilidade e harmonia, que Red Velvet possui. Automatic é uma das melhores músicas do grupo e deu um pontapé inicial no melhor conceito delas, o velvet, full r&b, saíndo um pouco do kpop bate cabelo e nos mostrando vocais de diversas cores, ricos e as melhores bridges que o kpop pode oferecer (Wendy e Joy, estou olhando para vocês). O que eu gosto nessa performance especificamente é que não é um showdown de quem berra mais, ou mostra notas altas, e sim uma demonstração intimista de vozes diversas, com características distintas que se complementam perfeitamente. Wendy está até meio nervosa, mas no decorrer da performance tudo flui muito bem e todas brilham.

  • BTS – Let Me Know

Ah Let Me Know, essa grande canção feita por ele, Min Yoongi, incapaz de fazer uma música mais ou menos. Sempre falamos muito de como BTS tem uma rap line e dance line incríveis, mas fora do fandom existem muitas críticas em relação a vocal line não ser tão boa quanto, o que considero um grande equívoco. A vocal line de Bangtan não é "tradicional", principalmente se pensarmos na SM, uma vez que a principal característica na voz dos membros são os timbres, únicos, e a combinação delas reunidas. Jimin (minha voz preferida de BTS) e Taehyung possuem vozes que se destacam em qualquer música que eles cantam. Basta um segundo para identificar, e isso eleva eles a um outro patamar no meio de um mar de artistas. Já Jungkook, vocalista principal do grupo, possui uma estabilidade impecável e o dom de transformar tudo que ele canta em algo ainda melhor (os covers dele são todos maravilhosos). Jin é uma força cada dia maior e se no início ele não tinha tanto espaço e ainda crescia como vocalista, hoje em dia ele é quem mostrou maior crescimento, tanto nas técnicas como ele coloca sua voz quanto nas harmonizações que ele faz (geralmente com o Jimin, e todas excelentes). Além de juntarem vozes tão diferentes, BTS também conta com uma rap line que eventualmente canta e frequentemente faz segunda voz. Hoseok é voz de apoio em praticamente todas as canções atuais do grupo e tanto Namjoon quanto Yoongi vêm cantando cada vez mais em seus solos. Mas o mais importante mesmo é que BTS é péssimo em dublagem e por isso eles quase nunca fazem, portanto as performances deles são praticamente todas ao vivo e a gente pode apreciar o gogó de ouro de todos.

  • NCT (Taeil, Doyoung & Haechan) – No Longer

Seguindo a tradição da firma – SM – a NCT é cheia de ótimos vocalistas, no entanto a gente as vezes tem dificuldade de perceber o quão talentosos esses vocais realmente são por causa da quantidade de gente, unit, conceito e principalmente foco excessivo na rap line. Mark e Taeyong são claramente os rostos mais conhecidos do grupo e se destacam por serem bons e também pelo tempo de tela que eles possuem em um grupo gigantesco. O crescimento da NCT 127 nesse último ano veio também pelo fato de os últimos álbuns terem dado mais espaço para a vocal line. Taeil e Doyoung carregam as músicas nas costas muitas vezes apesar de a câmera pouco mostrar eles – isso me incomoda consideravelmente – já Haechan é dono de uma voz única que também faz a linha "ouvi 1 segundo e reconheci". O timbre dele é o mais fora da curva, pois tanto Taeil quanto Doyoung possuem o vozeirão clássico de músicas de doramas, tradicional e bastante consagrado na cultura e mercado fonográfico coreano. No vídeo abaixo podemos ver em ação essas diferenças, com Taeil e Doyoung numa chuva de high notes e Haechan juntando tudo e deixando mais coeso. Gogó de ouro é o que não falta nesse vídeo.

  • TAEYANG e Lee Seojin – Eyes, Nose, Lips

Eu não sei quantas vezes eu já assisti essa performance mas posso garantir que foram vezes o suficiente para eu decorar cada nota, reação dos jurados e sorrisos com os olhos que Taeyang dá. Uma das principais vozes da BIG BANG e com vários hits solo, Taeyang ganhou daesang (um dos principais prêmios musicais coreano) por Eyes, Nose, Lips, uma daquelas músicas que você provavelmente conhece mesmo sem saber. Todas as performances solo dele dessa música são ótimas porque ele tem muito gogó, mas nada se compara ao dueto que ele fez no programa Fantastic Duo junto de Lee Seojin. Foi a primeira vez que ele fez dueto com uma mulher e a química deles é tão grande, as vozes combinam tão bem e ele não tenta em nenhum momento brilhar mais do que ela, muito pelo contrário. É o melhor exemplo de dueto que podemos estabelecer e é impossível ver apenas uma vez.

Sobre a autora

Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

Sobre o blog

Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.