Topo
K-Pop Pop Pop

K-Pop Pop Pop

Monsta X chega essa semana ao Brasil com a We Are Here Tour. O que esperar?

Camila Monteiro

15/07/2019 14h36

Foto promocional da tour We Are Here (reprodução/Starship)

Na próxima sexta-feira (19), Monsta X volta ao Espaço das Américas em São Paulo, agora com a tour WE ARE HERE e eu tive oportunidade de vê-los semana passada na Wembley Arena em Londres. Foi um sentimento estranho voltar a Wembley pouco mais de um mês depois do show de BTS – que aconteceu no estádio – e ter a sensação similar de pertencimento que os shows de kpop possuem. É uma das peculiaridades que me chama atenção, principalmente por já ter ido em muitos eventos seja a trabalho, pesquisa ou como fã, é interessante notar esses pequenos detalhes, desde o clima do local, o fato de os fãs chegarem muito tempo antes, as filas de merchan, os outfits programados, os nomes dos idols expostos em camisetas e banners, a distribuição de photocards, leques, as lightsticks em mãos e outras tantas características bastante particulares do universo "kapopeiro".

Embora eu sempre tenha escutado Monsta X – sou particularmente fã de Shine Forever e Dramarama – nunca me considerei uma Monbebe (nome do fandom), seja pela falta de dedicação ou pelo fato de nunca ter acompanhado a carreira deles de perto. Mesmo assim sempre vi os comebacks, conheço e gosto de todos os membros e estava ansiosa com a possibilidade de vê-los ao vivo, especialmente os rappers que sempre se destacaram muito para mim (eu estava certíssima em amar Jooheon e Changkyun). Trouxe aqui alguns momentos da tour que considerei grandes highlights da noite e já adianto que ir ao show de MX foi uma das melhores decisões que tomei nos últimos tempos.

    • Montube & Sete Pecados Capitais

    Quem vai a show sabe que o VCR é necessário não apenas para ajudar na construção da narrativa das performances, mas principalmente no kpop, é o momento em que os idols têm para tomarem uma água, trocarem de roupa e descansarem um pouco. Em WE ARE HERE existem dois VCRs longos e ambos mostram lados diferentes e igualmente interessantes do grupo. Primeiro temos o Montube, um compilado de vídeos de cada membro mostrando como seriam os canais de youtube que eles teriam. Parabéns aos envolvidos pois é hilário. Os vídeos conversam entre si e a edição é ótima, mostrando o entrosamento deles fora dos palcos. Já o outro vídeo é um drama(rama), numa linha bem over, meio Tarantino meets novela mexicana, com cada membro encarnando um dos pecados capitais. O vídeo é tão over the top que é impossível levar a sério, mas como todos são carismáticos, eles nos convencem que aquilo é uma trollagem e a gente entra no dramalhão. Os cortes de edição, novamente, são o destaque, mostrando que existe uma preocupação no valor da produção do show.

          • Joohoney tocando bateria

          Posso adiantar que esse foi o grande momento da noite para mim. Eu sempre gostei do Jooheon – eu não consigo aceitar a mudança de nome para Joohoney – pois ele além de ótimo rapper, é também um excelente cantor (enquanto escrevo estou ouvindo Who do you love? onde ele emula Michael Jackson e é perfeito) e possui um carisma imenso. Ver Monsta X ao vivo me fez admirar ele ainda mais, pois além de todas as qualidades que citei, ele é dono do palco. É muito difícil olhar para outra pessoa quando ele tá ali pulando e dançando de um lado para o outro, mas eu tentei. No momento que ele e Changkyun entraram para cantar e eu avistei uma bateria no palco eu sabia que estava diante DO MOMENTO. E eu estava correta. MX é incrível ao vivo, mas os rappers são certamente o que distingue eles de tantos outros grupos de kpop. Jooheon de regata tocando bateria entrou no hall de grandes momentos de shows que vi ao vivo, e eu já vi muito show nessa vida.

                • Units incríveis

                Não seria justo com os outros cinco integrantes falar apenas da performance maravilhosa dos rappers, pois todas as três Units são ótimas e estrategicamente pensadas. Juntar os rappers é o óbvio, mas um óbvio necessário, que mostra a qualidade deles e faz a gente entender o sucesso do grupo. O que também é um grande acerto é juntar Wonho e Shownu. E sim, você, eu e todo mundo que tava no show sabe muito bem a razão disso funcionar. O fato de ambos sensualizarem na frente de um espelho, se tocarem, e parecerem personagens do próximo Magic Mike, agrega ainda mais valor ao conteúdo ali performatizado. Wonho fica 80% do show quase sem camisa, tentando tirar a camisa ou sem camisa. E eu sei que muitas fãs se irritam com o fato de que ele é mais do que isso e as pessoas acabam falando só do corpo dele. E eu entendi isso bastante vendo ele na minha frente pois Wonho canta muito bem, dança demais, é fofíssimo e uma constante segunda voz e apoio ao Kihyun (claramente o vocal principal do grupo). Porém é impossível não falar do corpo dele pois ele faz questão de mostrar e acho que o mínimo que devemos fazer, é apreciar. Por último (e na verdade, a primeira unit a se apresentar no palco), temos a sofisticação, finesse e bom gosto que Kihyun, Minhyuk e Hyungwon nos entregam. Eu gosto muito de todas as interações Minhyuk e Hyungwon pois eles parecem imã nas coreografias, não à toa quase sempre eles interagem dançando, e ambos têm uma androginia peculiar que funciona muito bem nesse número. Kihyun, o que falar de Kihyun? Vou deixar isso para o próximo tópico pois ele merece…

                  • Kihyun e seu gogó de ouro

                  Eu sempre soube que Kihyun era o grande vocalista de Monsta X, basta escutar os discos e ver performances ao vivo para entender isso rapidamente, porém nada havia me preparado para o tamanho do talento desse homem. É ainda mais impactante pois ele é bem pequeno, mas quando abre a boca todo mundo fica em silêncio e aprecia a voz que sai de dentro dele. Durante todo show é ele quem segura praticamente todas as músicas. O resto do grupo, vocalmente, canta bem e faz o complemento ideal, com harmonizações, segunda e terceira voz que agregam valor as performances e que nos faz compreender o valor do grupo como boyband no seu significado raíz. No entanto Kihyun está em outro nível. Ele é provavelmente um dos melhores vocalistas do kpop, e depois de quase duas horas de show ele continuava segurando todas as notas possíveis e imagináveis. Abaixo trago um vídeo que demonstra todo talento dele:

                    • Hyungwon DJ

                    Logo que comecei a ouvir Monsta X eu fui me familarizando com todos os integrantes, confesso que tive certa dificuldade de me aprofundar no artista que é Hyungwon. Inicialmente ele era "o cara do meme", com as melhores reações. Ainda bem que evoluímos e não somente amadurecemos ideias como também jogamos fora pré-conceitos e criamos espaços para reescrever pensamentos e opiniões. Hyungwon foi a maior surpresa para mim pós show. Ele não apenas dança muito, como também canta bem e é DJ (!!!). Logo após o "fim" do show, antes dos membros voltarem para o BIS, DJ H.ONE volta primeiro e faz a festa acontecer dentro da Arena com um set que mistura pop e edm e deixa o show mais pessoal, como se a gente tivesse numa festa na casa dele. Em seguida os membros voltam ao palco, tocam junto com ele e a bagunça traduz muito o que é Monsta X no palco: fanfarrões talentosos.

                          • Shownu dançarino

                          Não seria certo fazer uma lista de destaques sem falar dele, o líder Shownu. Eu tinha grandes expectativas em relação a ele, pois sempre foi o integrante que mais me chamou atenção visualmente. E nas entrevistas que vi, sempre considerei ele bastante pé no chão, tímido e com um grande coração. Além de belíssimo e um grande gostoso Shownu é para onde meu olho mais foi depois de Jooheon. Ele é quase sempre figura central do grupo e é o melhor dançarino deles junto com Hyungwon. Quando ele pisa no palco para a unit com Wonho, all eyes on him. Embora ele seja nitidamente tímido, principalmente nos momentos de interação com o público, quando ele dança toda e qualquer timidez vai embora e a gente precisa lembrar de respirar e fechar a boca enquanto assiste. Boa sorte para quem vai ver pela primeira vez, vai precisar.

                            • Wonho sem camisa

                            Eu não ia colocar um tópico apenas para isso pois já falei anteriormente sobre Wonho sensualizando mas ao refletir sobre os grandes momentos do show, achei injusto não dar esse highlight para ele. Apesar dele não apenas ter tirado a camisa como jogado a própria para as monbebes – parabéns para quem pegou -, eu apreciei mais ainda a mudança de outfit dele para um terno preto sem absolutamente nada por baixo. E ele abre o terno, faz body rolls, rebola, fecha o terno, abre novamente, é realmente difícil tentar prestar atenção no que está acontecendo quando Wonho fica brigando com o botão mas a gente supera e sai viva de lá. Eu sou prova disso.

                                  • Muito amor para as Monbebes

                                  Por fim, e provavelmente o mais importante de todos os momentos, foi incrível acompanhar de perto todo amor, carinho e dedicação das Monbebes e do grupo com elas. O fandom é super aberto, todo mundo que interagi é multifandom, gosta de vários grupos e tem um amor especial por MX, grupo preferido da maioria ali. Entre danças, filas, cantorias e trocas de produtos feitos por fãs, as monbebes lotaram a Arena, que comporta mais de 12 mil pessoas. Quando cheguei – 4 horas antes do show começar – o merchan já estava praticamente esgotado e acabei ganhando um leque de uma menina que fiz amizade na fila. Durante todo show as fãs cantam todas as músicas, fanchants e demonstram o grande afeto que elas possuem pelo grupo. E eles sabem disso, são extremamente gratos e dedicam músicas, tempo e palavras bonitas para as monbebes. Não sei se gosto muito do tom meio "amamos vocês como namoradas" que senti em alguns momentos, pois considero isso um problema para muitos grupos na cultura kpop, porém a interação entre grupo e público é bastante próxima, existe uma reciprocidade, eles discursando por um longo tempo, nitidamente não querendo ir embora, e as fãs felizes de estarem presenciando aquele momento único na vida delas. Faz muito sentido o show acabar com By My Side, e o vídeo abaixo com Changkyun sentindo todos os sentimentos, define bastante o momento.

                                  We Are Here é a celebração de um momento importante da carreira de Monsta X, onde eles cada vez mais ganham seu merecido espaço na indústria da música, mostram suas qualidades individuais e brilham quando estão juntos, com uma relação sólida tanto entre os membros do grupo quanto com os próprios fãs. Depois de uma noite agradável, onde fui acolhida por um fandom que, até então, eu não fazia parte, segui o conselho do banner que foi dado na porta, e estou aqui brilhando na minha própria cor. Agora, finalmente, monbebe.

                                  Sobre a autora

                                  Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

                                  Sobre o blog

                                  Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.