Topo
K-Pop Pop Pop

K-Pop Pop Pop

Cultura CD: WE ARE SUPERHUMAN

Camila Monteiro

2008-06-20T19:10:50

08/06/2019 10h50

Esse fim de semana adquiri o último e excelente disco da NCT 127, WE ARE SUPERHUMAN. Recém lançado – saiu na última semana de maio – o álbum é o melhor trabalho da unit central e mais divulgada do projeto NCT (Neo Culture Technology) da SM. A NCT, como um todo, já tinha lançado o Empathy que reúne os grandes hits da NCT 127, NCT Dream e da sempre superior NCT U e esse disco, confesso, é o segundo do grupo que me deu vontade de ter.

Eu falei bastante sobre ele aqui, pois o quarto mini álbum do grupo com apenas seis músicas, sendo a última um outro, é destaque na cena do pop atual. O grupo é o grande foco da SM (maior empresa de kpop da Coréia), vem fazendo uma longa turnê mundial, se apresentando em programas norte-americanos e conquistando aos poucos espaço no mainstream internacional. NCT ainda tem muito chão pela frente e WAS é um ótimo passo para sedimentar o lugar deles dentro da indústria.

O álbum, assim como praticamente todos de kpop, vem com um livro de fotos, photocard e um pôster além de duas novidades: um cartão postal e uma espécie de tazo (?!!) brilhoso com um dos membros que, assim como o photocard, parece ser colecionável. Achei muito noventista e me lembrou dos tempos de escola (quem estudou nos anos 90 sabe do que estou falando).

O CD é a parte que menos nos interessa quando compramos o álbum físico, e para muita gente parece ridículo e sem sentido mas quem compra álbums de kpop sabe que o livro de fotos e os brindes é o que realmente interessa, afinal de contas vivemos na era do streaming e precisamos ajudar os grupos tocando as músicas nas mais diversas plataformas.

O "tazo" que eu tirei foi do Jungwoo, que infelizmente foi extremamente prejudicado nessa nova era com esse estranho cabelo de cogumelo. Jamais entenderei algumas escolhas feitas pelas stylists do grupo. Quem é capaz de esquecer da peruca do Johnny em Wakey Wakey??? Eu não. Jungwoo foi o escolhido da vez para ser sacrificado e resta lembrar dele na era Boss (saudades) e esperar pela próxima onde, provavelmente deixarão ele em paz e escolherão outro para arruinar esteticamente.

Já no meu photocard fui abençoada com um dos meus integrantes preferidos, o Yuta. Único japonês do grupo, Yuta cada vez mais ganha destaque não somente nas músicas e MVs da NCT mas também nas entrevistas. Gostei que o photocard atrás tem uma mensagem dele junto do autógrafo.

O pôster faz parte de quase todos os combos álbums de kpop, o interessante é que a qualidade e tamanho varia muito dependendo do grupo. Nos discos de BTS o pôster é maior que o da NCT mas rasga fácil e é preciso ter cuidado ao manusear. Já o do disco Don't mess up my tempo da EXO é provavelmente o maior pôster que já vi. Além de enorme tem uma qualidade superior. O da NCT é parecido com o do disco dos TXT pois é quase um mini pôster e fácil de abrir sem rasgar (Eu rasguei dois de Persona de BTS e fica aqui a minha indignação).

Além das letras das músicas, créditos e mensagens de agradecimento, as fotos dos integrantes é sempre o meu maior interesse ao adquirir um álbum de kpop. Aqui temos o problema que já comentei anteriormente sobre os discos mais antigos de BTS, que é o livro ser colado no resto do álbum ao invés de vir separado. Dessa forma não é tão fácil mostrar para outras pessoas rapidamente ou deixá-lo sozinho em cima da mesa. De qualquer jeito, as fotos dessa era estão ótimas e selecionei algumas das minhas favoritas abaixo:

Jaehyun, sempre ele, visual for days, agora com cabelo rosa mostrando que é um grande modelo fotográfico.

Muito feliz que Taeil tá finalmente recebendo o tratamento que merece por ser a grande voz da NCT. Além de fotos belíssimas ele também tá cantando muito mais e sendo mostrado nos MVs (!!!). Ainda não é o ideial – num futuro espero que mostrem ele bem mais – porém a SM parece estar no caminho certo (oremos).

Um Yuta (photocard) não é suficiente então trago aqui ele outra vez. Nem preciso explicar o porquê, a imagem fala mais alto.

Mark (acima) e Haechan (abaixo), os maknaes da NCT 127

MARKCHAN (Mark + Haechan), meus bias (favoritos) do grupo e também os integrantes mais jovens (maknaes) da NCT 127 são destaques eternos dentro do universo NCT. Ambos já eram figuras centrais na NCT Dream e ao completarem 18 anos "subiram de fase", se formaram da Dream e adentraram a NCT 127 para fazer o grupo acontecer. Honestamente não sei o que seria da NCT 127 sem ambos. Mark é o melhor rapper do grupo e um dos melhores dentro do kpop atual e Haechan tem um tom de voz muito peculiar além de um carisma imenso. Se eu gosto de NCT hoje é porque Markchan me fez prestar atenção no grupo.

E por fim trago ele, a figura mais marcante e onipresente da NCT, Lee Taeyong. É impossível conhecer o grupo sem passar por ele. Face of the group, centro, rapper e presença garantida em praticamente todas as units, Taeyong é o grande líder do movimento NCT e você já deve saber disso se acompanha o trabalho deles.

Sobre a autora

Camila Monteiro é jornalista e estudante de doutorado em música, mídia e fandoms. Ama cultura pop e é muito fã de Bangtan. Sua vida se divide em antes e depois que ela viu Park Jimin na sua frente.

Sobre o blog

Nesse espaço discutiremos o Universo Kpopper: fandoms, bandas, debuts, disbands, MVs, álbuns, tours, coreografias, Coréia e tudo que o K-Pop nos oferece. Entre visuals, rappers e vocalistas, ultimates e bias wrecker estabelecido(a)s, vamos refletir sobre as diferentes gerações do pop coreano, a influência na moda, beleza, cultura e como o K-pop muda a vida das pessoas.